Conheça um pouco da trajetória de 20 anos do Universo Paralello, o maior e melhor festival do Brasil, e um dos mais importantes do mundo!

Nos anos 1997/ 1998, Juarez Petrillo aka Swarup e seus amigos, começaram a produzir uma festa chamada Universo Paralello.

A primeira edição como festival aconteceu no ano 2000, um réveillon de três dias, em Goiás. O evento que reuniu 700 pessoas, não contava com flyers e muito menos redes sociais, e foi um marco para a cena nacional!

A segunda edição aconteceu em 2001/ 2002, o festival passou a ter cinco dias, que foram regados com muita chuva, se tornando um grande desafio para a produção!

A terceira edição aconteceu em 2002/ 2003, e teve como desafio alvarás e pressão religiosa dos moradores locais. 

Apesar dos contratempos, o festival já era um sucesso! E depois disso surgiu a necessidade de uma nova casa… E qual lugar seria melhor do que a Bahia? E foi nas areias de Pratigi, no município de Ituberá, que o nosso amado festival foi muito bem recebido, encontrando o seu novo lar!

A grande estreia aconteceu em 2003/ 2004, e neste mesmo ano também surgiu o projeto The First Stone, formado por Swarup, Burn in Noise e Nevermind! O festival que foi um grande fenômeno recebeu 2.000 pessoas, que viveram sete dias de muita música, paz e amor!

No ano de 2004/ 2005, o festival chegou a sua 5º edição! Neste mesmo ano aconteceu a estreia do Circulou, que é um palco multicultural, uma vitrine para diversas manifestações da cultura brasileira dentro do festival, são oficinas, atividades com circo, dança, música, teatro, palestras, debates e círculos de estudo. Este ano também foi marcado pelo público que não só foi composto por brasileiros, como também de pessoas vindas de todos os lugares do mundo!

No ano de 2005/ 2006, aconteceu a 6º edição do festival, regado por muito amor, criando ações solidarias em prol da comunidade carente de Ituberá. E mais uma vez o festival contou com a presença de pessoas do mundo inteiro, se consolidando não somente como o maior e mais importante festival da cena nacional, mas como também um dos melhores da cena internacional!

Fonte: Silvio Sato

Fonte: Silvio Sato

Foto: Silvio Sato

Foto: Silvio Sato

Foto: Silvio Sato

No ano 2006/ 2007 aconteceu a 7º edição, batendo o maior recorde de público entre festivais da cena nacional! O evento correspondeu às expectativas, mantendo o funcionamento perfeito de todas as áreas, desde o sistema de som do palco principal, até as oficinas e atividades do Circulou!

No ano 2007/ 2008, aconteceu a 8º edição, que foi inovadora, e marcou a estreia do palco Goa, trazendo artistas tocando um som Old School, no melhor estilo Old is Gold! Além de grandes nomes da atualidade, como Liquid Soul e Ajja! O evento também contou com uma ótima infraestrutura, com sombra para o público, banheiros e chuveiros adequados, e praça de alimentação com muita variedade, além de contar com um recorde de gringos presentes no festival!

No ano de 2008/ 2009, aconteceu a 9º edição do UP, que já ocupava lugar de destaque na cena Trance nacional e internacional, reunindo cada vez mais pessoas de todos os lugares do planeta, transformando o festival em um evento rico em diversidade cultural! Todos unidos pelo Trance! O festival recebeu nomes de destaque, como Penta e Total Eclipse!

Fonte: Flicker (laranjacorr)

No ano de 2009/ 2010, o festival chegou a sua 10º edição! A pista Circulou chamou muito atenção, e também o Chill Out recebendo apresentações incríveis, como do projeto The Peaking Goddess Collective!

Foto: Camilla Albano

Foto: Camilla Albano

Foto: Camilla Albano

Foto: Camilla Albano

Foto: Camilla Albano

No ano de 2010/ 2011 aconteceu a 11º edição, que chegou atingir um público de 20.000 pessoas, dando inicio as edições bienais! O festival também passou a contar com sete pistas: MainFloor, 303 Stage, UP Club, Palco Paralello, Chill Out, Circulou e Tortuga!

Foto: Camilla Albano

Foto: Camilla Albano

Fonte: Camilla Albano

Foto: Camilla Albano

Foto: Camilla Albano

No ano de 2012/ 2013, aconteceu a 12º edição, e foi lá que tive a chance de realizar o sonho de conhecer o Universo Paralello! Chegando lá entendi o porquê do nome, me senti totalmente desconectada da realidade, entrando em um universo paralelo, um sentimento difícil de descrever com palavras, e impossível de se esquecer em meu coração! Um festival na praia tem um gostinho a mais, regado pelos meus projetos favoritos, tais como Avalon, Rinkadink, Loud, Atmos, Zyce, Flegma… Foi totalmente incrível, e desde então não perdi mais nenhuma edição!

Foto: Mauricio Nakata

Foto: Mauricio Nakata

Foto: Mauricio Nakata

Fonte: Psicodelia

Foto: Mauricio Nakata

No ano de 2015/ 2016 aconteceu a 13º edição, que contou com uma decoração incrível dos Sul-africanos da Artscape! O palco principal tinha o formato de um barco, com uma medusa totalmente psicodélica! Alguns dizem ter visto a figura mitológica abrir os olhos durante as noites mágicas de festival! Esse ano realizei mais um antigo sonho, conhecer o incrível e único Raja Ram! Tive a alegria de conhecer ele na noite de réveillon, e ao longo do festival tive a sorte de desfrutar de sua companhia, compartilhando histórias, como a minha primeira festa Trance em que estava tocando ninguém mais ninguém menos que o próprio Raj, acompanhando por 1200 Micrograms!

Foto: Coletiva.a.mente

Foto: Coletiva.a.mente

Foto: Coletiva.a.mente

Foto: Coletiva.a.mente

Foto: Leandro Quartiermeister

No ano de 2017/ 2018 o festival chegou a sua 14º edição, contando mais uma vez com nomes incríveis dos mais variados estilos musicais! Pude presenciar pela primeira vez a apresentação da lenda Goa Gil, que abriu o 303 Stage! Era possível encontrar uma rica pluralidade musical, desde lives de incríveis projetos de Psytrance no palco principal, como The First Stone, passando por projetos consagrados de House como Alok, até cantores de grande importância da música Brasileira, como Gabriel, o Pensador! Um passeio em uma pista para a outra era carregado de novos mundos, universos paralelos, com atmosferas tão diferentes, carregando um grande amor pela musica, mostrando que o Universo Paralello é um festival de música, arte e cultura, fugindo das fórmulas prontas, carregando uma singularidade própria, se tornando a marca registrada de um grande amor, chamado Universo Paralello! A união é marca registrada, cuidando não somente uns dos outros, formando um grande circulo de amor, mas como também cuidando do meio ambiente!

Foto: Coletiva.a.mente

Foto: Coletiva.a.mente

Foto: Coletiva.a.mente

Foto: Coletiva.a.mente

Foto: Coletiva.a.mente

A preocupação da preservação do nosso solo sagrado sempre fez parte da produção, e mais uma vez eles nos encheram de orgulho em relação ao desastre do óleo que aconteceu no Nordeste! A produção criou uma equipe de limpeza, limpando o rastro que apareceu no mês passado em Pratigi, deixando a praia limpa e preparada para os participantes poderem disfrutar de banhos de mar! A foto abaixo que foi publicada no Instagram oficial do Universo Paralello é a deixa perfeita para terminar um pouco dessa viagem de 20 anos do meu querido UP, pois uma imagem fala mais do que mil palavras, mostrando que o Trance veio sim para unir, e por que não para salvar a natureza, fazendo a sua parte na limpeza das águas de Pratigi!

View this post on Instagram

Real time. Foto: Paulo Costa

A post shared by Universo Paralello Festival (@universoparalellooficial) on

Você esta pronto para a 15º edição que irá marcar os 20 anos de Universo Paralello? Eu estou pronta, e te encontrarei em um paraíso chamado Universo Paralello!

Foto: Rodrigo Della Favera

 

Escrito por Marina Tavares 

https://www.instagram.com/_marina_tavares/

About Marina Tavares

Brazilian writer, Trance lover, English teacher.
View all posts by Marina Tavares →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *